terça-feira, 3 de maio de 2011

O quarto escuro dentro de nós.




Se imaginem de repente em um quarto escuro, abafado. Você pode até estar sentado em uma

grande cama, dura, braços rodeando as pernas dobradas. À frente, uma parede escura onde se vêem duas frestas: uma possui apenas belas imagens e momentos; a outra, terríveis imagens e momentos. E imagine que, à medida que você vai olhando mais e mais, algo lhe atrai para aquelas feias imagens, que doem dentro de você. Você até tenta ver que valeu a experiência, mas a fresta desse algo ruim vai aumentando, aumentando...até praticamente tomar o quarto todo. E aí você se pergunta se é algum sonho, pesadelo ou alucinação.




``Não, querido.`` - algo responde. - ``É a pura realidade!``- Você abre ainda mais os olhos e vê manchas de fungo pelas paredes, que não foram tratadas...mas não por você, e sim pela pessoa designada a tratar delas. Mas será que a pessoa designada estava realmente se propondo a cuidar ou apenas fingindo propor?




A resposta não é tão difícil assim...








- Quanto tempo mais vou ter que ficar neste quarto?- o alguém grita, olhando para cima, esperando resposta, ansiando por ela. Afinal, já viu a merda que tinha que ver.




Ninguém responde. O abafado do quarto se torna insuportável... até uma fresta se abrir no teto, irradiando luz intensa... É o Sol. O Sol, em todos esses dias nublados... Se pode ver flores, belas flores por ela... e um campo... inudado de cores e novos sentimentos... Uma corda é jogada por ela, não se sabe de onde vem... Pessoa tem medo de segurá-la, afinal... onde será que a levará o próximo sentimento? Mas... sabe de uma coisa? Para que ter medo se este não te impede de sentir a dor?




Agarra a corda e imediatamente sente uma intensa paz...que a puxa do quarto rapidamente.




O quarto se fecha estrondosamente e começa a ruir, se esfacelando em mil pedaços.




No futuro, nada mais será do que uma experiência ruim que passou...




no futuro e no agora, tudo ficará bem...




desde que você saiba como amar alguém.
















Um comentário:

Lilicah disse...

Muito show esse Dricão!!! amei!!